NRF 2015: como se preparar para 2015? |
NRF 2015: como se preparar para 2015?

O ambiente político-econômico do Brasil tem se mostrado desfavorável para a maior parte do empresariado brasileiro, assim como para investimentos estrangeiros. Aumento dos juros, aumento da inflação, aumentos dos custos produtivos e de distribuição e diminuição das perspectivas de crescimento para 2015 e 2016 deixam o país com um clima pessimista.

Com base nas experiências apresentadas na última edição do NRF Retail´s Big Show 2015, apresentamos algumas tendências de destaque, com o objetivo de ajudar os varejistas arrumarem o convés para a tempestade. Confira abaixo algumas:

Customização
Apesar da necessidade de ganho de volume e aumento da produtividade, as operações vão ter que reforçar processos que permitam individualizar a entrega. Em um universo digital, os logaritmos, coockies e outras ferramentas de rastreamento já permitem essa personalização. A tendência é a expansão da personalização para cada produto e serviço. Já personalizamos o carro, o computador e os serviços, iremos personalizar as roupas, os móveis, e outras coisas mais. No NRF Big Show foi possível visualizar essa tendência em algumas visitas técnicas: Converse e Oakley são alguns exemplos.

Talk Digital
A conversa da marca com o consumidor assumira novas dimensões e novos canais. O consumidor entenderá que a convivência com a marca em um universo digital possibilita maiores interações como, por exemplo, maiores informações, novos SKUs, etc. O processo de compra será visto através do antes (busca das informações), durante a compra e após (com manifestações nas redes sociais).

Social Hub
As lojas e principalmente os shoppings serão vistos como ambientes sociais permitindo a interação e a convivência social. Apesar do universo digital as pessoas precisam estar conectadas fisicamente.

Internet das coisas
Os produtos estarão interligados permitindo experiências inimagináveis. Seu celular vai falar com seu carro que ira falar com sua casa que ira falar com seu relógio e com seu Google Glass. A quantidade de oportunidades dará espaço a um grande numero de novos produtos que trarão uma maior rotatividade de inovações.

Perspectivas
A dificuldade em se escrever sobre perspectivas é manter os pés no chão sem deixar de sonhar com o futuro. Equilibrar entre as ações imediatas na busca de resultados com os investimentos para garantir a perenidade das empresas é o desafios dos líderes.

Por Ana Paula Tozzi, sócia da GS&AGR Consultores
Fonte: GS&MD

0 Comentários









Mensagem:


, , , , , ,