Como se manter no mercado em períodos de crise |
Como se manter no mercado em períodos de crise
Como se manter no mercado em períodos de crise

Como se manter no mercado em períodos de crise

 

Pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas mostra que o atual nível de pessimismo diante da economia (55%) é o maior desde janeiro de 1991 (54%), quando o Brasil estava no auge do plano Collor. Crises acionárias, mercados em retração e instabilidade econômica trazem consequências não apenas para o país, para as empresas, mas também para o desenvolvimento profissional. Segundo a Diretora de Negócios da consultoria global em mobilidade de talentos LHHlDBM, Irene Azevedo, investidor não gosta de incertezas. “Quando há desaceleração na economia, as empresas põem o pé no freio em termos de novas contratações”, explica.

 

Diante desse cenário é fundamental não deixar a crise estagnar o desenvolvimento da carreira e ficar atento às oportunidades, já que muitas empresas optam por desenvolver talentos dentro da própria organização. “Se há vaga em aberto, o custo de promover um funcionário é muito menor do que o de se buscar alguém de fora. Muitas vezes, então, prevalecendo o olhar financeiro”, explica Irene, acrescentando que isso não é necessariamente negativo, pois permite o crescimento daquele que já está no mercado. Contudo, existem formas de acompanhar a demanda e garantir sucesso, ainda que em meio a tempestades.

 

“Seja sempre o melhor que puder ser e esteja sempre conectado com seu trabalho e com seu propósito”, orienta a diretora. Além disso, é importante focar no comprometimento, pois ele está diretamente ligado aos resultados. Pro-atividade para trazer soluções é um diferencial que será notado e contará pontos alcançar novos objetivos. “A crise está fora da empresa. Dentro dela temos que procurar solucionar os problemas”, afirma ela.

 

O medo do novo é inerente ao ser humano e aquele que se dispõe, e enfrenta novos desafios se destaca. “Isso não significa ir além de suas capacidades, mas sim estudar o desconhecido, deixando sua zona de conforto e desenvolvendo novas habilidades”, orienta Irene, ressaltando que outro ponto importante para sobreviver aos momentos de incerteza é ter um bom networking, se conhecer, conhecer seus recursos e o ambiente.

 

Objetividade é a palavra chave. “Trace estratégias e cumpra as metas estabelecidas. Mudar de emprego repentinamente diante de um cenário de crise pode ser perigoso para carreira. O melhor a fazer nesse caso é entender bem o que essa transição significa e onde se quer chegar através dela”, conclui Irene.

 

 

Fonte: Administradores

0 Comentários









Mensagem:


, , , , ,